quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

4º CAPÍTULO




SÁBADO, 20 DE NOVEMBRO DE 2010

SÃO RAIMUNDO NONATO A CIDADE QUE ESTAVA FECHADA


1- MINHA PRIMEIRA CONVENÇÃO!

 

FOMOS  A TERESINA PARA PARTICIPAR DA PRIMEIRA CONVENÇÃO ESTADUAL. COMO UM EVANGELISTA TÃO JOVEM, ESTAVA EU ALI, EM MEIO AOS CONVENCIONAIS, ATENTO A TUDO O QUE OCORRIA. DE REPENTE O PRESIDENTE DA CONVENÇÃO, PR. PAULO BELISÁRIO, RELATOU UM INCIDENTE OCORRIDO À 600 KMS, NA IDÓLATRA CIDADE DE SÃO RAIMUNDO NONATO.

 

ALGUNS PASTORES BATISTAS, AMERICANOS E BRASILEIROS TENTARAM CHEGAR EM UMA AVIONETA PARA FAZER UM TRABALHO EVANGELÍSTICO, PORÉM FORAM SURPREENDIDOS NA MODESTA PISTA DE ATERRISAGEM POR UM GRANDE GRUPO DE PESSOAS COM PEDRAS, OVOS E TOMATES PODRES OBRIGANDO-OS A RETORNAR AO AVIÃO E IMEDIATAMENTE DECOLAR. O PRESIDENTE PEDIA AOS CONVENCIONAIS QUE INTERCEDECEM A DEUS POR OBRIGANDO-OS A  RETORNAR AO AVIÃO E IMEDIATAMENTE DECOLAR. O PRESIDENTE PEDIA AOS CONVENCIONAIS QUE INTERCEDECEM A DEUS POR AQUELA CIDADE, A FIM DE QUE AS PORTAS FOSSEM ABERTAS PARA A ENTRADA DO EVANGELHO. NAQUELE MOMENTO DEUS FALOU COMIGO E EU ME LEVANTEI, EM MEIO ÀQUELA ASSEMBLÉIA CONVENCIONAL, MESMO COM AS PERNAS TREMENDO E DISSE: “SENHORES CONVENCIONAIS, EU ME COLOCO À DISPOSIÇÃO DESTA CONVENÇÃO PARA IR A SÃO RAIMUNDO NONATO”. AO MEU LADO ESTAVA UM PASTOR ANCIÃO, O PR. FELISBERTO, QUE FOI UM DOS NOSSOS GRANDES AMIGOS NAQUELE ESTADO, ELE DISSE: “O PRESIDENTE NÃO ESTÁ PEDINDO CANDIDATO, ELE ESTÁ PEDINDO ORAÇÃO PARA DEUS ABRIR AS PORTAS DAQUELA CIDADE”. EU ME SENTEI POR ALGUNS INSTANTES. QUANDO DEI POR MIM ESTAVA OUTRA VEZ PEDINDO A PALAVRA E COLOCANDO O MEU TRABALHO EM MONTE ALEGRE À DISPOSIÇÃO DA CONVENÇÃO PARA LOGO IR A SÃO RAIMUNDO NONATO.


O presidente entendeu que Deus falava comigo e disse-me que ficasse tranquilo pois quando as portas se abrissem eu seria o candidato. Eu que ainda continuava de pé, respondi: “O Senhor está me dizendo que as portas já estão abertas”. Houve unanimidade. Logo começaram a programar para, no final da convenção, dois ônibus com pastores, banda de música e o comandante da polícia militar que também era evangélico  irmos instalar o trabalho em São Raimundo. Então senti de Deus que deveria fazer diferente, por isso agradeci a boa vontade dos irmãos dizendo-lhes que queria fazer segundo a orientação de Deus. Na semana seguinte viajei a Monte Alegre já para dar posse ao meu substituto que foi o evangelista Josué Rabelo, que também tinha vindo do Pará. No outro dia, minha esposa e eu, tomamos as nossas malas, que era tudo o que tínhamos e viajamos rumo a São Raimundo Nonato.

DEPOIS DE TRÊS DIAS DE VIAGEM,SENDO O PRIMEIRO TRECHO EM UM PEQUENO JEEP COM MUITOS OUTROS PASSAGEIROS E O OUTRO NA CARROCERIA DE UM CAMINHÃO,FINALMENTE CHEGAMOS. NINGUÉM NOS JOGOU PEDRAS,OVOS OU TOMATES,POIS NÃO SABIAM NEM MENOS QUEM ÉRAMOS NÓS.ALUGAMOS UMA CASA GRANDE QUE TINHA UM BOM SALÃO,PORÉM SEM DIZER NADA DE NOSSAS PRETENÇÕES FUTURAS. PASSAMOS UM MÊS  ORANDO,“PISANDO A TERRA” E FAZENDO AMIZADES NA MERCEARIA,NO “TALHO” DE CARNE,NA PADARIA,COM OS VIZINHOS, COM A CRIANÇADA DA RUA, ETC. DEPOIS DE UM MÊS,FOMOS AO PREFEITO DA CIDADE PARA APRESENTAR-NOS E LOGO AO DELEGADO DE POLÍCIA. MARCAMOS NOSSA PRIMEIRA REUNIÃO,TIVEMOS REPRESENTANTES DAS AUTORIDADES,NOSSOS VIZINHOS, ENFIM,MUITA GENTE. FOI UMA LINDA REUNIÃO,TRÊS PESSOAS ACEITARAM A JESUS E ASSIM COMEÇAMOS O TRABALHO DO SENHOR NAQUELA CIDADE ONDE HAVIAM GRANDES CONVENTOS CATÓLICOS E ONDE AS “PORTAS” ESTAVAM FECHADAS PARA A ENTRADA DO EVANGELHO,ATÉ O COMEÇO DO ANO DE 1971.

O povo lá era muito diferente daquele de Monte Alegre. A Igreja católica entrou em ação e a batalha foi travada, porém aquele que nos enviou sempre foi e é o invencível!

Já estávamos no segundo mês e não havia mais decisões a Cristo. Então decidimos suspender os cultos públicos e começamos uma campanha de oração a portas fechadas. Foram 30 dias orando, logo as “águas começaram a mover-se” Aleluia!
           
            Uma jovem, filha de um grande fazendeiro, que estáva hospitalizada, ouviu pelo alto-falante uma pregação nossa e no dia seguinte mandou um funcionário do hospital chamar-nos para um encontro com ela. Depois de várias horas no quarto do hospital, aquela moça chorando, aceitou a Jesus como Salvador. Glorias a Deus!

      2– A MOÇA QUE ESTAVA CEGA, MUDA E PARALÍTICA: JESUS A CUROU!

 Fomos informados de outra jovem muito conhecida na cidade que estava desenganada pelos médicos. Teve um derrame cerebral que a deixou cega, muda e paralítica. Fomos a sua casa com o propósito de visita-la. Inicialmente, tivemos grandes dificuldades pelo fato de sermos evangélicos, já que toda aquela grande família era praticante do espiritismo e do candomblé. Depois de muito tempo tivemos acesso ao quarto onde estava aquela jovem. Os familiares nos acompanharam, pois estavam curiosos. Abrimos a Bíblia, ministramos a palavra, oramos e logo retornamos à casa. No dia seguinte, chegou-nos um recado da família para voltarmos e orarmos outra vez; eles sentiram que algo diferente estava acontecendo. Quando chegamos ali, fomos bem recebidos. Entramos no quarto e ministramos novamente a palavra, depois convidamos todos os familiares a dobrar os joelhos para aquele momento de oração. Terminando, regressamos a nossa casa; isso antes do meio dia.

AS 2H DA TARDE, EU ESTAVA SENTADO NA FRENTE DE CASA ESTUDANDO A BÍBLIA, QUANDO UMA JOVEM QUE ERA SOBRINHA DA QUE ESTAVA DOENTE, CHEGOU CHORANDO E GRITANTO: “PASTOR, VÁ URGENTE VER O QUE ACONTECEU”. NÃO DEU MAIORES EXPLICAÇÕES E SAIU CORRENDO. ENTÃO FIQUEI EM DIFICULDADES PENSANDO: “SERÁ QUE A JOVEM MORREU? TALVEZ QUEIRAM CULPAR-ME PORQUE OREI POR ELA OU…SERÁ QUE FOI CURADA?”. IMEDIATAMENTE FUI ÀQUELA CASA. O QUARTEIRÃO ESTAVA CHEIO E QUANDO, FINALMENTE, CONSEGUI ME APROXIMAR, OS FAMILIARES CORRERAM AO MEU ENCONTRO, ME CARREGARAM, ME BEIJARAM E DISSERAM: “VOCÊ CUROU A NOSSA FILHA”. QUE DIFICULDADE! DEVIA ENCONTRAR UM JEITO DE EXPLICAR A ESTE POVO QUE NÃO ERA EU QUEM CURAVA. ENTRAMOS NO QUARTO E ALI ESTAVA AQUELA JOVEM COMPLETAMENTE CURADA, GRAÇAS AO PODER DE DEUS. ELA CONTOU-NOS COMO TUDO ACONTECEU. LOGO APÓS TERMOS SAÍDO DE SUA CASA PELA MANHÃ, EM SUA MENTE COMEÇARAM A PASSAR OS RELATOS BÍBLICOS QUE HAVÍAMOS LIDO E, POR NÃO TER VOZ AUDÍVEL, NO SEU ÍNTIMO FALOU: “OH, DEUS, SE TUDO ISTO QUE ESTE PASTOR LEU É  VERDADE, ENTÃO ME CURE E PROMETO QUE A PRIMEIRA SAÍDA QUE EU DER NÃO VAI SER PARA O CANDOMBLÉ, MAS SIM PARA A IGREJA DOS CRENTES”. LOGO LEMBROU DO CORO DO HINO 115 QUE SEMPRE OUVIA PELO AUTO-FALANTE E NO SEU ÍNTIMO O CANTOU: “FOI ALI PELA FÉ QUE OS MEUS OLHOS ABRI”. NAQUELE MESMO MOMENTO, SENTIU UMA ÁGUA QUENTE QUE SAÍA DOS SEUS OLHOS E COMEÇOU A VER CLARAMENTE. DE REPENTE, UMA GRANDE ALEGRIA INVADIU SEU CORAÇÃO E UM DESEJO DE CANTAR EM ALTA VOZ PARA QUE TODOS A OUVISSEM…SURPRESA! A VOZ SOLTOU E DIZENDO ELA, TINHA ESQUECEU-SE DE QUE ESTAVA PARALÍTICA E SALTOU DA CAMA, LOUVANDO A DEUS E GRITANDO: “ESTOU CURADA! ALELUIA!”

FOI NESSE MOMENTO QUE TRATEI DE EXPLICAR E TRANSFERIR A GLÓRIA PARA AQUELE QUE É O MERECEDOR, AQUELE QUE TEM TODO PODER NO CÉU E NA TERRA: JESUS!.

NA MESMA NOITE, AQUELA JOVEM VEIO À IGREJA. ELA ESTAVA MUITO FRACA PELO TEMPO QUE PASSOU NA CAMA E POR NÃO EXERCITAR AS PERNAS, PORÉM NAQUELE CULTO, ELA E TODA A SUA FAMÍLIA, ACEITARAM A CRISTO COMO SENHOR E SALVADOR DE SUAS VIDAS. ERA UMA FAMÍLIA BEM NUMEROSA.

           
            Desde então as “portas” daquela cidade se abriram de maneira maravilhosa. Algumas vezes, estávamos em culto de oração à portas fechadas e pessoas batiam  e diziam: “Queremos aceitar a Jesus”. Certa vez, quando orávamos na Igreja, um menimo que não era crente veio olhar pelo buraco da fechadura o que acontecia, sabendo que sua mãe estava ali. De repente viu que o interior daquele salão estava em chamas. Saiu correndo e gritanto até chegar ao seu pai para comunicar o fato. O pai, que também não era crente, saiu correndo para ver o que acontecia; não encontrou a Igreja em chamas, mas um povo reunido em fervente oração. Ficamos somente onze meses ali, mas louvamos a Deus pelas muitas vidas que conheceram a Jesus naquela cidade e região por onde evangelizamos. Louvamos a Deus por aquela família que veio do candomblé para ser instrumento nas mãos de Deus. A Cleuza, a jovem que foi curada, Deus a usou maravilhosamente no ministério do louvor. Seu irmão, Erasmo, tocava violão na Igreja e cantava para glória de Deus, depois foi chamado para o ministério pastoral. Louvo também a Deus pela vida e ministério do pastor Raimundo Martins, a quem Deus escolheu para nos substituir e dar continuidade àquele trabalho.
OBS: 

Hoje, em São Raimundo Nonato, existe hoje um lindo templo, com um grande patrimonio, inclusive uma Emissora de Rádio FM. a serviço do reino de Deus, quase 24 horas ao dia.  Louvado seja o nome de Jesus!
Aqui foi onde tudo começou! Um grupo de irmãos em frente o primeiro salão de culto em São Raimundo Nonato, a segunda moça na segunda fila do lado esquerdo foi a que estava céga, muda e paralítica e curada por Jesus!

3- O HOMEM QUE JÁ HAVIA  MATADO 5 PESSOAS!

            No primeiro culto que realizamos na cidade de Gilbués, na calçada da prefeitura Municipal, iluminada com um antigo pretomax (na cidade não havia luz elétrica), havia uma grande multidão ávida por ouvir a mensagem do Evangelho. Enquanto pregávamos falando da salvação ao alcance de todos, um senhor em meio a multidão disse: “Não creio que haja perdão para mim. Todos me conhecem e sabem do meu passado. Já “apaguei”  5   pessoas, não tenho perdão.” Complementamos dizendo àquele homem que o sangue de Cristo nos purifica de todo pecado. Ele creu nesta palavra e então aceitou a Jesus entregando a sua vida à disposição do Senhor, sendo um instrumento nas Suas mãos.
                        Foram somente 11 meses que passamos em Monte Alegre. Louvamos a Deus pelo grande número de pessoas que aceitaram a Jesus, por aqueles que foram milagrosamente curados e outros que foram batizados com o Espírito Santo, pela amizade e o respeito que todas as autoridades, inclusive o padre da cidade, tinham por nós. CONTINUA...

Nenhum comentário:

Postar um comentário